A Idéia
  O Museu do Computador foi idealizado pelo curador José Carlos Valle que tem ampla experiência com a informática desde da década de 60. Valle como é conhecido começou a se interessar por calculadoras mecânicas na década de 60 e trabalhou na manutenção de várias marcas de calculadoras na mesma década. Na década de 70 trabalhou na Philips e Ecodata com diversos computadores. Na década de 80 em 1982 abriu a primeira empresa especializada na manutenção de computadores no Brasil a Dataroad. Seguiu até os anos 90 quando a Dataroad fechou com o "boom" dos pc's no Brasil. Já na década de 90 abriu a primeira empresa de manutenção de notebooks em 1992 a 3Tech que funcionou até 1997 e a partir dai o Museu do Computador começa a nascer. Quando estava na feira de computadores Comdex de 1998 percebeu que a memória estava sendo perdida, tudo que ele havia vivenciado no passado não estava sendo preservado foi então que teve a idéia de montar o Museu do Computador.
    Com a idéia fixa de montar um museu de informática no Brasil que até então era inédito, Valle começou ir atrás das empresas que ele prestou serviços com a Dataroad para conseguir peças para seu acervo. Logo de cara conseguiu preciosos mainframes da IBM entre outras peças raras. Com o tempo o espaço para armazenar todas essas preciosidades foi ficando pequeno e para resolver esse problema o museu conseguiu um espaço relativamente grande no bairro de Interlagos na zona sul de São Paulo. Com esse espaço o museu começou a dar seus primeiros passos. Nos anos seguintes o museu conseguiu peças importantes para seu acervo como o 1401 da IBM doado pela prefeitura de São Paulo, diversas perfuradoras de cartões da IBM e Remington, o B-500 da Burroughs completo entre outras peças raríssimas.
  A Primeira Exposição
  Antes mesmo de ter um local fixo em Interlagos o Museu do Computador já tinha forma e nome, e conseguiu sua primeira exposição em 1999 na feira de computadores COMDEX, foi um grande sucesso já que as pessoas que visitavam a COMDEX em sua maioria eram profissionais de informática de longa data . Depois da COMDEX 99 o Museu do Computador se consolidou como o único da América Latina e assim começou a sua caminhada para construir o primeiro museu de informática do país. Desde o começo o Museu do Computador chamou a atenção da mídia e sempre foi destaque na área de informática de diversas revistas, jornais e TV's.
    Desde a primeira exposição em 1999 na COMDEX o Museu do Computador realizou inúmeras exposições pelo país, no estilo itinerante levamos a história da computação para diversos shoppings, escolas, faculdades, empresas etc. Com o tempo o Museu do Computador ganhou prestígio na realização de eventos que fascinam as pessoas pelo fato do computador ser uma invenção aparentemente nova mas que na verdade a sua história começou antes mesmo da invenção da luz elétrica. Hoje temos uma estrutura de eventos com painéis que explicam a história da informática e cubos com máquinas que marcaram época. Nosso objetivo sempre foi mostrar para o máximo número de pessoas independente de formação a história do computador de forma simples e direta com o uso dos computadores de nosso acervo.
  O Museu em Interlagos
  Após o evento de 1999 o museu começou receber muitas doações como foi dito, e com isso o espaço em Interlagos foi essencial para a continuidade do trabalho de montar um museu de informática no Brasil. As doações passaram a ocupar um espaço considerável já que tinhamos mais de 5.000 peças em 2002 quando conseguimos o local em Interlagos que tinha 2.000m², atualmente temos mais de 10.000 peças em nosso acervo. Em 2005 esse espaço em Interlagos foi transformado em museu no estilo "do it yourself" ( faça você mesmo) pelo curador e seu ex vice presidente Richard Cameron. Eles montaram o museu sem nenhuma ajuda financeira de nenhuma empresa e fizeram um museu "visitável" que foi visitado por mais de 10.000 pessoas no decorrer dos anos até o seu fechamento por falta de verba em 2008. Esse museu "provisório" foi essencial para aprendermos com nossos erros e melhorarmos hoje.
    O museu em interlagos foi montado no estilo linha do tempo dividido pelas eras dos computadores. Logo de início tinhamos o ábaco seguido de diversas perfuradoras de cartões, mainframes da década de 60, computadores pessoais e mainframes da década de 70 e vários computadores de 80, 90. Além disso tinhamos um mini cinema com projeção sobre a história dos computadores. Toda visita era coordenada por monitores que explicavam a história. Também contavamos com professores voluntários que davam aulas sobre diversos temas relacionados a informática. A idéia do museu sempre foi educar ao máximo todas as pessoas independente da classe social. Mas infelizmente pela falta de apoio de todos os lados tivemos que deixar o local mas levamos conosco a experiência de fazer um museu funcional.
  O Museu Hoje e seu Futuro
  Após sairmos da sede em Interlagos em 2008 ficamos sem um espaço fixo para exposições e com isso realizamos diversos eventos itinerantes nesse período. Após 1 anos conseguimos um galpão no segundo semestre de 2009 em Itapecerica da Serra para armazenar todo o acervo que estava em outro galpão de apoiadores do museu. Com esse novo local o museu começou a procurar um local para fazer uma exposição fixa mas isso só aconteceu em 2010 quando um local em Itapecerica da Serra na zona sul de São Paulo foi cedido ao museu. O museu de Itapecerica da Serra será inaugurado em breve e vamos receber visitações de escolas, faculdade e de grupos que poderão agendar as visitas.
    Agora que temos um local fixo para ser o nosso cartão de visitas o Museu do Computador busca para seu futuro um espaço que seja possível realizar todos os objetivos que planjemos a mais de 12 anos. O Museu do Computador não tem o objetivo de ser apenas um museu mas sim um centro de formação para pessoas que desejam aprender temas relacionados a informática, desde cursos básicos até cursos avançados e de preferência para pessoas de baixa renda. Além disso também queremos um espaço maior para montar um exposição mais completa usando boa parte de nosso acervo e explicar a história de maneira mais completa possível. Enquanto não conseguimos o apoio para realizar esse projeto estamos realizando eventos itinerantes e vamos receber o público em Itapecerica da Serra muito em breve!